segunda-feira, 8 de março de 2010


Quando tudo parece estar acabado sem volta a dar, há uma esperança dentro de nós pronta a reacender a qualquer momento.



Na vida tudo tem um sentido, tudo tem uma intenção, nada é por acaso nem nada é deixado ao acaso.


Todos os dias devemos ter um pouco de esperança, mas não demasiada, pois quanto mais alto subimos maior é a queda, a nossa vida já está pré destinada, contudo depende do caminho que seguirmos, o nosso melhor.


O nosso melhor por vezes não é suficiente para atingir metas jamais atingíveis, nunca vou desistir de dar mais que o meu melhor.


Tudo se resume dizendo que a vida é um rio, tem percursos definidos mas alguns alternativos, tem barreiras que só o deixam continuar se tiver força de vontade de encontrar a liberdade.


Mas o que é liberdade?


É não estar dependente de ninguém? Saber o que fazer nas situações mais complicadas quando não temos ninguém?


A liberdade é apenas um estado de espírito, esta existe todos os dias, está sempre presente em nós, temos é de saber como a usar.


Devemos sempre ter alguém ao nosso lado, nos bons e nos maus momentos temos é de saber geri-los, saber separá-los e saber quando e como os devemos enfrentar.


A vida são dois dias, num cometemos erros e aprendemos a viver com eles, noutro aprendemos a remediá-los e a reviver um pouco do que se já viveu.


Para cada um de nós há um livro que se resume á primeira e há última página, o resto são episódios que acontecem e que vêm ditar o fim.

1 comentário:

  1. Aqui é o inferno, o nosso castigo!!!!

    ResponderEliminar